Construtoras e incorporadoras assistem a um espetáculo trágico no Brasil. A queda da atividade econômica fez os preços dos imóveis caírem e as unidades comerciais e residenciais se acumularem. Para transformar esse cenário, empresas da construção civil investiram em estratégias marketing. Veja como as grandes usaram essas ações para melhorar resultados e vender mais. E saiba como você pode se inspirar nessas ideias.

1. Produza conteúdo de qualidade

A MRV Engenharia exibe um case de sucesso em marketing na construção civil. A produção de conteúdo foi o caminho para fazer crescer o tráfego orgânico e o tempo de engajamento nos três blogs criados pela empresa, e com isso gerar leads, ou seja, mais gente interessada em seus produtos. As postagens nos blogs se tornaram frequentes e contam com palavras-chave otimizadas para buscas no Google. Também foram publicados e-books, que, sozinhos, geraram quase 100 leads no primeiro mês de trabalho. Ah, e pode diversificar os assuntos! Vale falar, além de compra de imóveis, sobre decoração da casa, financiamento, mudança, documentação e outros temas relacionados ao universo de quem sonha com a casa própria.

A grande lição dessa experiência é que conteúdo empodera os clientes, que se sentem mais seguros para seguir no processo de compra e, naturalmente, sua empresa se torna uma referência para ele. Para ter um resultado satisfatório, invista em conteúdos relacionados a sua área de atuação, que ajudem as pessoas a resolverem seus problemas.

Baixe gratis o eBook Manual de segurança no trabalho para construção civil, uma parceria Sienge e Construct.

2. Use e abuse das mídias sociais

Vender apartamento pelo Twitter? Check. Gerar 100 mil citações espontâneas via Facebook? Check. Presença ativa em 10 redes sociais? Check. Por esses e outros motivos a Tecnisa é considerada uma das empresas mais inovadoras quando o assunto é marketing na construção civil. A receita do sucesso? Explorar a internet como um canal de comunicação com o consumidor final e driblar preconceitos para torná-la uma verdadeira ferramenta comercial. A Tecnisa investe na produção de conteúdo em textos e vídeo e em promoções exclusivas para os seguidores da marca nas redes, como você pode ver na página do Facebook. Em 2013, na campanha de apenas um empreendimento, chegou a gerar mais de R$ 20 milhões em vendas pelo Facebook, de acordo com o case divulgado no site da empresa.

Está gostando deste artigo?

Assine nossa newsletter e receba conteúdos como esse direto no seu e-mail

As redes sociais são fundamentais numa estratégia de marketing pois ajudam a gerar tráfego para o seu site e divulgar e distribuir o conteúdo que sua empresa produz. O custo é baixo e o impacto no seu negócio compensa.

3. O Youtube não é só para youtubers

Para promover um empreendimento residencial, a Víncere Construtora, em Curitiba, lançou um vídeo curtinho em que uma menina pede ajuda para encontrar seu brinquedo favorito, a “vaquinha chéri”. Em dois meses, o vídeo alcançou 3 mil visualizações no Youtube e compartilhamentos e comentários nas redes sociais. Somente no segundo vídeo da campanha, a construtora revela que está por trás da produção. Ações paralelas via e-mail marketing e mídias sociais complementaram o planejamento de marketing. O empreendimento comemorou uma performance de cinco vendas por mês, considerado fora da curva para o setor imobiliário de Curitiba.

Outra bela iniciativa nesse sentido, vem lá de Fortaleza. A CDT Incorporações criou a websérie “Mochileiro do Bairro”. Afinal, um dos fatores mais importantes para a decisão de compra de um imóvel é a sua localização. O canal no Youtube, que teve cerca de 40 mil visualizações, disponibiliza vídeos em que o “mochileiro” visita pontos estratégicos do bairro, para só então, no último vídeo, visitar o apartamento decorado. Criativo, não?

Essas empresas de aproveitaram da máxima “uma câmera na mão e uma ideia na cabeça” para criar seus vídeos. O primeiro exemplo, dá mesmo a impressão de ser um vídeo caseiro. Se ainda não tem a grana para produzir uma websérie, vale fazer um vídeo com seu celular ou até criar uma bela galeria de fotos, mostrando os atrativos do empreendimento e do bairro em que se localiza.

4. Big Brother da construção

Agora os futuros moradores podem acompanhar cada detalhe da obra via streaming de vídeo, 24 horas por dia. O Big Brother da construção vem sendo usado pela Cygnus, uma construtora de Brasília. O que era uma ação pensada para o relacionamento com cliente, tornou-se importante para as áreas comercial, que pode apresentar o imóvel à distância, de engenharia, na fiscalização do canteiro, entre outras.

Caso ainda não seja possível exibir o big brother da construção para seus clientes, que tal fazer o registro fotográfico em obra? A fotografia também é uma forte aliada da construção civil.

5. Realidade virtual: visita ao imóvel sem sair do lugar

Os óculos rift e os cardboards estão revolucionando a cansativa tarefa de visitar imóveis antes de escolher aquele para chamar de seu. A PlanB utilizou ambas tecnologias e levou clientes para conhecer seus imóveis sem sair do lugar. Outras empresas como a Construtora Montenegro e a Gafisa também investem na tecnologia para conquistar clientes.

Óculos de realidade virtual estão fora do seu orçamento? Dá só uma olhadinha na próxima estratégia.

6. Planta do apê em 3D

tecnisa_planta 3DAgora é possível ver a planta do imóvel de forma mais real e detalhada. A Tecnisa decidiu dar vida à boa e velha planta baixa, com uma versão em três dimensões, graças às impressoras 3D. Essa impressão chega a ser 30% mais barata que uma maquete tradicional.

Ou seja, um investimento que pode fazer a diferença para fortalecer sua marca e conquistar aquele cliente indeciso.

7. Pokémon Go para vender imóveis. Isso mesmo, você não leu errado

Fala a verdade, o seu irmãozinho era fã de Pokémon, certo? Se lá no final dos anos 90 você tinha vergonha de admitir que também gostava daquele bonequinho amarelo, agora pode assumir a sua paixão. Afinal, o anime japonês (re)conquistou o mundo e é o novo hype do momento. Mas, o que o Pokémon tem a ver com estratégia de marketing na construção civil? Tudo. Nos Estados Unidos, já há anúncios que listam não apenas os atributos do imóvel, mas informações como “entre dois ginásios de Pokémon Go e sete PokeStops”. anuncio pokemon go_2

No Brasil, o VivaReal criou um app que mostra alguns pontos de parada. Como o jogo ainda não foi lançado por aqui, os locais foram determinados com base no Ingress, o primeiro jogo de realidade aumentada da Niantic. Agora que o Pokémon Go finalmente chegou às terras tupiniquins, sua empresa está preparada para essa caçada? #gottacatchthemall

8. Test drive de apartamento: test to live

Seria seu sonho passar um final de semana em seu futuro imóvel antes de comprá-lo? A Asas Incorporadora e a construtora Habitat saem na frente nessa tendência. Para convencer eventuais compradores, as empresas disponibilizam dois imóveis mobiliados num empreendimento em Florianópolis. O arquiteto e urbanista Jaques Suchodolski, idealizador da obra, disse ao blog Radar Imobiliário, de O Estado de São Paulo, ter se inspirado nos test drive de automóveis. Mas nem vá se empolgando em passar um final de semana com hospedagem na faixa em Floripa. Quem desiste da compra, amarga com uma diária de R$ 700.

 

E você, com qual estratégia de marketing na construção civil se identificou mais? Qual poderia ser implementada em sua empresa? Divida com a gente nos comentários!