A comunicação interna é uma ferramenta fundamental para o bom andamento de empresas dos mais variados segmentos, em especial, o ramo da construção civil.

Os programas de comunicação interna, ao contrário do que muitas pessoas pensam, vão muito além da elaboração de ofícios e memorandos para comunicar o que se passa na organização. Eles têm como propósito contribuir para a implantação e para a consolidação de uma cultura de comprometimento com a qualidade e com a produtividade.

Para o êxito de sua implantação, é imprescindível ordenar e sistematizar cada uma das etapas, que podem ser divididas em três fases.

Veja, a seguir, como cada uma delas funciona.

Primeira fase: o diagnóstico

Antes de tudo, é necessário que a empresa defina um nome para ser indicado como coordenador geral do plano de comunicação interna. Essa pessoa terá que acompanhar, apoiar e coordenar todo o processo da implantação e desenvolvimento do programa.

Está gostando deste artigo?

Assine nossa newsletter e receba conteúdos como esse direto no seu e-mail

No caso de empresas de construção civil, é recomendado que essa pessoa seja alguém que tenha contato com todos os níveis hierárquicos da organização, desde os pedreiros que atuam no campo de obras, até a alta cúpula administrativa.

Em um segundo momento da fase do diagnóstico, deve-se realizar uma reunião com a direção, com a gerência e com as demais chefias da empresa para expor os propósitos do programa. É essencial explicar o objetivo do plano, que pode ser, por exemplo, a mudança ou o fortalecimento da cultura organizacional com intuito de melhorar os níveis de qualidade e de produtividade.

Ainda na fase do diagnóstico, sugere-se a aplicação de uma pesquisa junto aos funcionários, para medir o nível de satisfação, de motivação e de comprometimento em relação à empresa. Lembre-se que todos devem participar da pesquisa, tanto o pessoal do escritório, como os que trabalham no campo de obras.

Segunda fase: o desenvolvimento da nova cultura de comunicação interna

A segunda fase para a implantação de um plano de comunicação interna em uma empresa de construção civil tem início quando as ações começam a ser colocadas em prática, de acordo com as informações colhidas na etapa anterior.

O objetivo dessa fase é lançar a base dos valores que a organização deverá estabelecer como essenciais e fundamentais para nortear o fortalecimento de sua cultura.

É recomendável que a empresa tenha um pequeno setor exclusivo para a comunicação interna, que pode até mesmo ser um braço do setor de RH. Para trabalhar nesta área, é indicada a contratação de profissionais da comunicação, como relações públicas e jornalistas e também um psicólogo.

Para o desenvolvimento da nova cultura organizacional, os profissionais podem utilizar ferramentas e instrumentos como folhetos, caixa de sugestões, jornal interno da empresa, intranet, e-mail e a promoção de eventos como reuniões e palestras.

Além de adaptar essa realidade para o setor da construção civil, por exemplo, desenvolvendo esta prática nos canteiros de obras e nos escritórios, adequando-se ao cenário em questão.

A tecnologia deve ser utilizada como uma aliada, pois hoje em dia existem aplicativos que auxiliam na boa comunicação entre gestores e subordinados na construção civil.

Além de tudo isso, é necessário que o plano de comunicação interna seja transparente, simples e realista, pois somente apresentando essas características ele ganhará adesão desde os operários da construção até o presidente da organização.

eBook: Comunicação Móvel em Projetos

Terceira fase: o apoio e a sustentação à nova cultura

Essa fase, geralmente, tem início cerca de um ano após o início da implantação do programa de comunicação interna. Ela tem como objetivo sedimentar a nova cultura que está sendo fortalecida.

As atividades empregadas e as ferramentas utilizadas para a comunicação interna da terceira fase são praticamente as mesmas da segunda. Enquanto, o objetivo era adotar uma nova cultura na empresa na etapa anterior, nessa, o objetivo é manter aquilo que foi conquistado.

Colaboradores comprometidos e um melhor rendimento na produção são apenas algumas das vantagens que um plano de comunicação interna pode proporcionar para uma empresa de construção civil. Mas, se você quer aprender mais detalhes para gerenciar melhor as equipes por meio da comunicação, clique aqui.