Uma das principais novidades introduzidas pela norma ISO 9001 de 2015 em relação à versão anterior, publicada em 2008, é a necessidade da criação e manutenção de um plano de comunicação. Este post vai ajudar você a se atualizar sobre esta e outras mudanças, para que sua empresa de construção civil seja certificada e se destaque no mercado.

Por que é importante ser ISO 9001?

Ao implementar um sistema de administração de qualidade, as empresas de construção civil trabalham de forma mais eficiente, já que os processos estão devidamente alinhados e são entendidos por todos na organização. Tal disposição permite que riscos sejam identificados e resolvidos rapidamente. Alguns clientes só fazem negócios com empresas que possuam a ISO 9001, pois consideram a certificação o maior atestado possível da qualidade do serviço ou produto entregue.

A versão mais atual da norma é a de 2015. Ela traz duas principais mudanças em relação à versão anterior. As mudanças enfatizam um ambiente de trabalho com equipes que se comunicam melhor e são menos presas a burocracias desnecessárias.

Dedique-se ao Planejamento de Comunicação

Para que sua empresa de construção civil possa se adequar à versão mais recente da ISO 9001, ela precisará criar e manter um plano de comunicação dedicado aos ambientes interno e externo, definindo papéis, responsabilidades e normas de conduta. Esse planejamento deve ser objetivo e responder às seguintes questões: “o quê?”, “como?” e “com/para quem?”. De acordo com a nova norma, a empresa deverá manter um plano de comunicação interna e externa, definindo papéis, responsabilidades e normas de conduta.

Ter clareza sobre essas questões vai permitir que sua equipe estabeleça um fluxo de informação mais assertivo e com menos ruído. Isso será fundamental para que sua empresa ganhe o tão desejado selo de qualidade.

Está gostando deste artigo?

Assine nossa newsletter e receba conteúdos como esse direto no seu e-mail

Seu plano de comunicação deverá prever os melhores recursos para cada tipo de comunicação, que serão desde reuniões presenciais a aplicativos para comunicação móvel em projetos, ideais para garantir a sincronia entre canteiros de obras e escritórios.

eBook: Tudo Sobre Relatório Diário de Obras (RDO)

Fim da obrigatoriedade do manual de qualidade

Outra mudança significativa visa reduzir o tempo gasto em processos burocráticos. Trata-se do fim da obrigatoriedade de a empresa manter o Manual da Qualidade. As companhias poderão abrir mão dele com o objetivo de deixar os processos e decisões menos burocráticos.

Ainda sobre o tema, a nova norma reduziu os princípios de qualidade de oito para sete. São eles:

1) Foco no cliente. Confirmar e superar as expectativas do cliente deve ser o objetivo principal e contribuirá para o sucesso a longo prazo do negócio. É importante não apenas atrair, mas também conquistar a confiança dos clientes, o que significa que adaptar-se às suas necessidades futuras é vital.

2) Liderança. Ter uma direção ou missão clara que vem de uma liderança forte é essencial para garantir a todos pleno entendimento dos objetivos que a organização persegue.

3) Engajamento das pessoas. Criar valor para seus clientes será mais fácil se você tiver pessoas competentes, dotadas de poder e engajadas em todos os níveis do seu negócio ou da sua organização.

4) Abordagem de processo. Entender atividades como processos que trabalham juntos e funções como um sistema ajuda a atingir resultados mais consistentes e calculáveis. Pessoas, times e processos não existem no vazio. Por isso, há necessidade de garantir que todos estejam familiarizados com as atividades da organização e como elas se complementam com o objetivo de aumentar a eficiência.

5) Melhoria. Organizações bem-sucedidas têm foco na melhoria constante. Reagir às mudanças nos ambientes internos e externos é necessário caso você queira continuar entregando valor aos seus clientes. Trata-se de algo de extrema importância hoje em dia em um cenário em que as condições mudam tão rapidamente.

6) Decisão baseada em informação. Tomar decisão nunca é fácil e sempre envolve certo grau de incerteza, mas analisar números e informações oferece chance maior de produzir o resultado desejado.

7) Gestão de relacionamento. Os negócios e as organizações hoje em dia não trabalham sozinhos. Identificar os importantes relacionamentos que sua empresa tem com as partes interessadas como fornecedores – e traçar um plano para administrá-los – trará sucesso.

Bruno Toranzo

 

Bruno Toranzo
Jornalista pós-graduado em Gestão de Marketing apaixonado pelo mundo de startups e inovação