Além da falta de tecnologia, a contratação inadequada de mão de obra na construção civil é um dos problemas mais graves da indústria. Resultando em perdas na produtividade no canteiro de obras, funcionários sem qualificação profissional ainda podem contribuir para a construção de estruturas ineficientes, gerando desperdício de tempo, de materiais e comprometendo a qualidade e segurança dos projetos construídos.

Confira abaixo 6 erros que podem ser causados por funcionários despreparados nos canteiros de obra, e saiba como evitar ou solucionar cada um deles:

1. Preenchimento inadequado das juntas de alvenaria

Mão de obra na construção civil: 6 erros causados por funcionários despreparados

É essencial que as juntas de paredes e estruturas de alvenaria sejam completamente preenchidas. As lacunas no leito de argamassa podem ser resultado de descuido ou pressa por parte dos funcionários. Testes mostram que juntas preenchidas de maneira incompleta podem reduzir a resistência da alvenaria em até 33%.

Além disso, o preenchimento inadequado de juntas verticais reduz a resistência à flexão. No caso de juntas perpendiculares, a construção fica mais vulnerável a falhas de isolamento acústico e exclusão atmosférica.

Leia também: 9 situações que geram perda de materiais na obra

Está gostando deste artigo?

Assine nossa newsletter e receba conteúdos como esse direto no seu e-mail

2. Juntas de alvenaria muitos espessas

Mão de obra na construção civil: 6 erros causados por funcionários despreparados

Juntas feitas com uma camada muito grossa de argamassa podem acabar reduzindo a resistência da alvenaria, gerando tensões laterais nos tijolos maiores do que as existentes em juntas finas. Dessa maneira, o mais adequado é não ultrapassar os 10mm de espessura – juntas mais grossas do que isso podem reduzir a resistência à compressão da alvenaria em até 30%.

3. Desvios de alinhamento ou verticalidade

Mão de obra na construção civil: 6 erros causados por funcionários despreparados

Uma parede construída fora de prumo, curvada ou fora de alinhamento com a parede no andar acima ou abaixo pode dar origem a carga excêntrica e conseqüente redução de força. Assim, uma parede com 12mm a 20mm de desalinhamento será de 13 a 15% mais fraca do que uma parede alinhada.

4. Exposição a intempéries

Mão de obra na construção civil: 6 erros causados por funcionários despreparados

As alvenarias recentemente erguidas devem ser protegidas do calor excessivo e da umidade até que a argamassa atinja o tempo adequado de cura. A perda excessiva de água por evaporação ou exposição ao calor pode impedir a hidratação adequada do cimento e a consequente incapacidade da argamassa em desenvolver a resistência necessária para evitar problemas estruturais futuros.

Leia também: Chuva na obra: como manter a produtividade?

5. Falha no ajuste de absorção dos tijolos

Mão de obra na construção civil

Este defeito costuma acontecer quando são empregados tijolos altamente absorventes na alvenaria. Se a água presente na argamassa for absorvida pelos tijolos, a estrutura pode ficar seca demais e apresentar trincas e rachaduras no futuro. A parede resultante ainda pode apresentar falta de estabilidade e ficar até 50% mais fraca do que o adequado.

Uma alternativa para evitar este problema é molhar os tijolos antes de assentá-los, além de adicionar uma proporção de cal na mistura de argamassa para impedir a perda excessiva de água.

6. Queda na produtividade

Mão de obra na construção civil: 6 erros causados por funcionários despreparados

Além dos erros descritos acima, a mão de obra desqualificada contribui para a queda na produtividade e na qualidade dos serviços executados no canteiros de obras. Sem treinamento ou formação profissional adequada, os funcionários podem demorar muito mais para executar determinadas tarefas. Sem o domínio sobre determinados materiais ou técnicas construtivas, as atividades ainda correm o risco de serem feitas de maneira indevida – o que é potencialmente perigoso para a segurança do empreendimento e dos próprios trabalhadores envolvidos.

Por isso, invista em cursos de qualificação profissional para os funcionários já contratados. Na hora de contratar mais mão de obra, dê preferência para profissionais com experiência – no caso de funcionários inexperientes, também é importante fornecer treinamento.

 

Você já enfrentou alguma dessas situações? Como a sua empresa lida com a contratação de mão de obra na construção civil? Deixe sua opinião nos comentários abaixo.

Informações via Civil Blog