Perspectivas para 2018, sustentabilidade, venda de materiais e mais: confira as principais notícias da semana e fique por dentro das novidades na construção civil.

Iniciativa privada garante 1,8 mil vagas na construção civil

Na região de Campo Grande (MS), a iniciativa privada é o que tem garantido a atividade na construção civil. Ao menos 7 empreendimentos, lançados por três construtoras, estão gerando em torno de 1,8 mil empregos na Capital.

A perspectiva do Sindicato dos Trabalhadores na Construção e Mobiliário de Campo Grande (Sintracom-CG) é que, em 2018, novos empreendimentos sejam lançados a partir de março, auxiliando na abertura de mais postos de trabalho e geração de empregos no setor.

Uso da tecnologia vai transformar o jeito de trabalhar na construção civil

De acordo com José Carlos Martins, presidente da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), o uso de novas tecnologias no setor da construção deve aumentar de maneira exponencial nos próximos anos. “A construtora vai ser como uma montadora de carro. Depois do projeto pronto, será feita a montagem do prédio. Os fornecedores vão entregar o material pré-fabricado, pré-moldado e técnicos especializados farão a montagem. Não haverá mais espaço para tijolo sobre tijolo”, conta ele.

Profissionais como o mestre de obras, por exemplo, também deverá dominar conhecimentos como a tecnologia BIM (Building Information Modeling), integrando permanentemente as atividades no canteiro aos projetos virtuais e informações estratégicas de planejamento.

Está gostando deste artigo?

Assine nossa newsletter e receba conteúdos como esse direto no seu e-mail

Para 2018, a expectativa é que o Produto Interno Bruto (PIB) da Construção Civil deve crescer 2% e, com isso, as empresas do setor voltem a contratar e investir em novos empreendimentos.

2018 melhor para setor de materiais de construção

Depois de encolher 5% em relação a 2016, o mercado dos materiais de construção prevê um crescimento de até 2% no faturamento do próximo ano. De acordo com a Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção, a perspectiva de uma retomada econômica marcada por preços estáveis e maior demanda de mão de obra devem impulsionar as vendas do setor.

Entenda por que a sustentabilidade chegou com força na construção civil

Até 2030, a estimativa é que 10% da energia produzida no Brasil seja solar. Como grande parte da energia limpa virá do alto de edifícios, casas e indústrias, a construção civil será fundamental para esse processo de transição para a sustentabilidade.

A indústria da construção está investido em tecnologia para oferecer às empreiteiras materiais com maior vida útil, menos poluentes e que gerem menos resíduos na hora de construir. Para Clarice Degani, engenheira e consultora de projetos do Secovi-SP e do Conselho Brasileiro de Construção Sustentável, o tema deixou de ser visto como simplesmente a adoção de medidas ecológicas ou de mitigação de impactos ambientais. Confira a análise.

 

Leia também: 6 ideias de presentes para engenheiros civis