Dados do Ministério da Saúde apontam que 20% dos focos de dengue do Brasil estão nos canteiros de obras. Como evitar a proliferação do mosquito Aedes aegypti nesses espaços?

Para começar, o mais importante é eliminar todas as possibilidades de se acumular água parada. É nela onde o mosquito deposita seus ovos.

Dengue é sinônimo de funcionários doentes, atrasos na obra e prejuízos. Os cuidados se estendem também à prevenção de outras doenças. Veja aqui quais podem surgir no canteiro de obras.

E você sabe o que fazer para evitá-las? As ações não são difíceis ou caras. Necessitam, sim, de uma boa dose de cuidado e atenção. Confira 9 ações essenciais para evitar a proliferação do mosquito Aedes aegypti, que causa a dengue, e a prevenir outras doenças.

Está gostando deste artigo?

Assine nossa newsletter e receba conteúdos como esse direto no seu e-mail

Veja também as 5 normas sobre saúde do trabalhador da construção civil que você deve conhecer

DENGUE
1) Desenvolva um olho de lince para localizar água parada no canteiro de obras. Não pode ficar absolutamente nada – até mesmo um pouquinho de água num copinho descartável representa perigo.

2) Tampe vasos sanitários, latas de lixo e outros recipientes no canteiro de obras. Deixe os baldes de cabeça para baixo ou faça furos.

3) Lonas e sacos plásticos: cuidado especial! Os ovos do mosquito podem se alojar na água acumlada nas dobras que se formam.

4) Lajes, ralos e carriolas: são um prato cheio para o acúmulo de água. Como evitar a proliferação do mosquito Aedes aegypti neles? Simples: tampe os ralos e elimine qualquer vestígio de água nas lajes e carriolas presentes no canteiro de obras.

5) Não há obras sem entulho. E o Aedes aegypti adora procurar lá dentro um pouquinho de água onde ficar. Outro perigo está no lixo, que deve ser retirado todo dia.

6) Se for identificado um foco de dengue no canteiro de obras, utilize uma mistura de oito partes de cal e duas de cloro. No caso de um metro quadrado de área infestada, por exemplo, a proporção é de oito copos descartáveis de cal para dois de cloro (os copos são aqueles usados para tomar água).
Veja mais aqui.

OUTRAS DOENÇAS
7) Atenção a ambientes fechados, sem luz ou sujos. Eles podem levar à proliferação de doenças contagiosas, como sarna ou dermatites, e males mais sérios como a leptospirose.

8) Olho aberto a qualquer sinal de doenças como sarampo, catapora ou rubéola no canteiro de obras. Elas se espalham rapidamente. Caso algum funcionário apresente as famosas pintinhas vermelhas, peça para que se retire imediatamente do local.

9) A utilização de equipamento de proteção no canteiro de obras ao lidar com substâncias tóxicas como a silica e o amianto protege de complicações mais graves, como o câncer.

Para saber mais sobre como evitar a proliferação do mosquito Aedes aegypti, confira o material informativo que o Crea-SP preparou sobre o assunto. Confira também as normas de condições e meio ambiente de trabalho na indústria da construção.