Conseguir entregar um empreendimento dentro do prazo nem sempre significa que a gestão de obras daquele projeto teve sucesso. No Brasil, por exemplo, grande parte das empresas da indústria da construção enfrentam desafios e barreiras frequentes para isso – principalmente quando falamos de obras públicas e projetos de infraestrutura, onde as variáveis são mais complexas do que os projetos de construção convencionais.

Confira abaixo 5 perguntas de você deve fazer a si mesmo para poder medir o sucesso dos projetos na sua empresa:

1. O cliente está feliz?

Um dos melhores indicadores de sucesso em um projeto é quando um cliente está feliz com os resultados do que foi construído. Mesmo quando extrapola o orçamento passado para o cliente, não significa que o projeto falhou. Por exemplo, um aço com resistência especial às intempéries foi necessário ao longo das obras, resultando em gastos extras para os clientes. No entanto, o resultado final será mais satisfatório e com maior qualidade construtiva, fazendo valer a pena o montante extra pago pelos clientes.

Assim, ao final da construção de um empreendimento, é interessante solicitar uma avaliação final do produto aos clientes, sejam eles pessoas físicas adquirindo um imóvel ou um órgão governamental. Isso ajuda a empresa a qualificar seus próprios serviços e avaliar o nível de objetivos alcançados ao longo do projeto.

2. A empresa teve prejuízos?

Uma das formas mais fáceis de avaliar se o projeto teve sucesso é a partir dos lucros e prejuízos da empresa. Seja por falta de planejamento, organização e de um orçamento superficial, é bastante comum as construtoras apresentarem baixo percentual de lucro ou até prejuízos com a execução de um empreendimento – e os índices financeiros são determinantes para que a empresa possa continuar prestando seus serviços em um mercado como o da construção civil, que responde por 25% do PIB da indústria nacional.

Está gostando deste artigo?

Assine nossa newsletter e receba conteúdos como esse direto no seu e-mail

Leia também: 6 dicas de produtividade para o gerenciamento de projetos

Logo na fase de elaboração projeto e do orçamento, é necessário definir o BDI corretamente, pensando em uma margem de lucro aceitável e vantajosa para a empresa de acordo com a complexidade e os riscos inerentes à construção do empreendimento. Para saber mais sobre o assunto, baixe o nosso eBook Guia definitivo do orçamento de obras.

3. Os resultados estão de acordo com o projeto inicial?

As orientações do que será o sucesso do projeto devem constar nos objetivos iniciais do projeto. Se os resultados obtidos forem compatíveis com o resultados desejados, então ele pode ser considerado um sucesso. Há mais para avaliar o sucesso do projeto do que ser apenas a tempo, dentro do orçamento e no escopo. A restrição tripla é a base do gerenciamento de projetos, mas não o fim-tudo, seja o sucesso do projeto.

4. O projeto atrasou?

Assim, como os lucros e prejuízos, a finalização do projeto também depende de itens como planejamento e organização dentro do canteiro de obras. Recursos mal alocados, pedidos de materiais feitos com atraso, mão de obra pouco capacitada e um cronograma que não leva em conta o clima e as características do terreno ou região da obra são alguns dos principais motivos que causam o atraso nas obras.

Em geral, os projetos de construção civil costumam apresentar atraso de até 3 meses na conclusão das obras. Mas não é difícil encontrar obras atrasadas (ou paralisadas) há mais tempo do que isso. Por isso, o ideal é tentar prever itens e situações que podem gerar o atraso, adicionando uma margem de erro ao prazo de entrega do projeto para que seja possível lidar com tudo sem precisar alterar a expectativa de conclusão do empreendimento.

Leia também: Imprevistos em obras: como lidar com 5 situações comuns na construção civil

5. Qual foi a frequência de problemas relatados em campo?

Em alguns casos, não há atraso na entrega do projeto, os clientes se mostram satisfeitos e o resultado final é o esperado. No entanto, o processo de execução foi confuso, os funcionários apresentavam dúvidas na maioria das tarefas e problemas sérios eram foram relatados constantemente. Será que o projeto foi realmente um sucesso?

Tão importante quanto o resultado final, a maneira como as etapas da obra foram conduzidas também define os níveis de sucesso do projeto. É importante monitorar estes índices ao longo da execução, com o intuito de implementar melhorias e impedir a ocorrência de novos problemas. Assim, os processos da empresa podem ser ainda mais produtivos e os projetos passam a atingir o sucesso com mais frequência e facilidade.